Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

10 Locais a visitar em Bangkok com uma criança

16.03.19 | Viajante de fraldas

Untitled.png

 

Chegámos à Tailândia!

Quando falamos em Tailândia é impossível não pensarmos em Bangkok.

Veja também:  Como ir do Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi para o centro da cidade

Bangkok é a capital da Tailândia e uma das cidades mais importantes do sudeste asiático. Já tínhamos lido e visto muito sobre Bangkok, mas por mais que queiramos descrever aquela cidade, não conseguimos transmitir o que Bangkok é na realidade.

Pense num lugar do mundo onde tudo pode acontecer, é Bangkok.

O encanto dessa cidade é mesmo esse, nunca sabemos o que esperar, muitas vezes tivemos a sensação que estávamos numa cidade sem regras, com uma vida e movimento como nunca tínhamos visto. Explorar a cidade é uma verdadeira aventura, mas foi isso que nos fascinou. 

Até o simples acto de atravessar a rua (mesmo nas passadeiras) era um desafio.

Em cada esquina encontrávamos algo novo, algo fascinante. Com mais de 400 templos espalhados pela cidade, cada um mais ostensivo que o outro, era impossível ficar indiferente, mas não pense que só vai ver templos em Bangkok. Esta cidade consegue de uma forma única misturar o religioso, as tradições, o caos, os sabores, as cores, os cheiros com a modernidade, com a beleza e com o sorriso constante dos tailandeses.

É uma cidade de extremos ou se adora ou se odeia, mas num ponto todos que a visitam concordam ...não é de todo uma cidade entediante.

Como viajamos com uma criança, o nosso roteiro foi inevitavelmente feito com base em locais adequados e que aceitavam a visita de crianças, mas não pense que a nossa viagem ficou limitada, tirando espaços noturnos conseguimos ver e fazer de tudo! Como já vos contei no post anterior os tailandeses são muitos simpáticos e acolhedores, então se viajar com uma criança irá sentir isso 24h por dia. Ao contrário do que já aconteceu em outros países, que ao ver que tínhamos uma criança ou bebé olhavam para nós com ar de que "nós éramos doidos", ali mal viam o Rafael o sorriso que lhes é tão característico ficava ainda maior e receberam-nos sempre de braços abertos.
Ah e prepare-se, porque embora Bangkok esteja repleta de turistas eles não conseguem resistir a um bebé ou criança ocidental... vai garantidamente parar muitas vezes para tirar fotografias ou simplesmente para lhe dizerem um "olá" ou para oferecerem uma fruta ou algo à criança... são realmente um povo maravilhoso.

 

Veja também: Tailândia com uma criança

 

Nota:  É importante que tenha atenção ao código de vestuário para entrar nos templos, normalmente são bastantes rigorosos. As mulheres não podem entrar de ombros e pernas à mostra e os homens, em alguns templos, deverão usar calças compridas e camisas/t-shirts com mangas. 

Ao entrar nos templos terá que se descalçar, pode levar os sapatos consigo mas também poderá deixar o calçado à porta sem qualquer problema.

 

10 Locais a visitar em Bangkok com uma criança

Templos

 

1. Grand Palace e Wat Phra Kaew 

Antiga residência da família real da Tailândia, é indiscutivelmente um local obrigatório para visitar em Bangkok.
Deixou de ser residência oficial do rei, em 1925 embora ainda seja utilizado para cerimónias oficiais e religiosas, e nós tivemos mesmo pontaria, resolvemos visitar o Grand Palace exatamente no mesmo dia em que o Rei estava a fazer uma visita ao palácio... ou seja se normalmente aquele espaço tem muitos turistas, naquele dia estava caótico porque para além dos turistas estavam lá vários locais para verem o Rei e a sua família. Mas apesar de toda a confusão e longas filas vale muito a pena visitar.

O local abriga vários templos, entre eles, o famoso Wat Phra Kaew que é considerado o mais sagrado da Tailândia. Lá vai poder ver o Buda de esmeralda. Tanto neste templo como um pouco por todo o complexo do Grand Palace podemos ver estátuas de enormes de guerreiro, que são os guardiões dos templos que protegem o lugar de forças negativas e dos invasores.

As fotografias no interior do templo são proibídas. 


Nota Se levar crianças, uma sugestão que lhe damos é que deve evitar levar carrinho de bebé, é um local que está todos os dias cheio de turistas e andar com um carrinho vai dificultar-lhe a vida. Nós levámos o Rafael numa mochila a LittleLife Ultralight S2 convertible, embora ao fim de algum tempo as nossas costas reclamassem foi sem dúvida a melhor opção. Se não tiver mesmo alternativa ao carrinho de bebé, tente optar por um daqueles tipo bengala, que sejam leves, fáceis de fechar e de transportar.

Screenshot 2019-03-07 at 13.58.36.png

 

Informações importantes:

Preço:  Gratuito para tailandeses
              500 THB por pessoa (14€) para estrangeiros
              O Rafael com 3 anos não pagou

Horário de funcionamento: diariamente das 8h30 às 15h30

Morada: Na Phra Lan Road, Grand Palace, Phranakorn,  Bangkok 10200

Mais informações aqui 

IMG_4340.JPG

IMG_4381.JPG

IMG_4359.jpg

Untitled aaa.png

 

 

2. Wat Pho 


É o templo mais antigo de Bangkok, começou a ser construído no século 16 quando a capital do país se mudou de Ayutthaya para Bangkok. Embora seja um dos locais imperdíveis para se visitar em Bangkok, não estava tão cheio como o Grand Palace, mas prepare-se para andar, pois é igualmente enorme e está repleto de estátuas, templos e pagodes, é realmente incrível. O Rafael queria ver tudo e entrar em todos os templos, as cores, texturas e aquela arquitetura suscitou a curiosidade dele.

Mas o ponto alto deste complexo é sem dúvida o Buda Reclinado, por mais que se tente é impossível descrever de forma justa aquela estátua de 46 metros de comprimento, 15 de altura, é todo coberto de ouro e com uns “pezinhos” de 4,5mx3m  encrustados a madre-pérola.

Como devem imaginar tirar uma fotografia a essa estátua não é facil, não só pela dimensão da mesma mas também porque há sempre uma fila de turista para o ver e os locais com melhor ângulo estavam sempre ocupados. 

IMG_4610.JPG

IMG_4612.JPG

Mesmo ao lado da estátua vai encontrar 108 potes de bronze que o Rafael e as outras crianças que por lá andavam adoraram. Segundo a crença, deve-se colocar uma moeda em cada um dos potes para atrair a sorte para a nossa vida. Para isso vai precisar de 108 moedas, mas eles tem tudo pensado por 20 THB (pouco mais de 50 cêntimos) é lhe dado um copo com as 108 moedas e depois é só se divertir a percorrer todos os potes.

Mas porquê 108?

Representam as 108 ações positivas que levaram Buda à perfeição.

Wat Pho é também conhecido por ser a Faculdade de Medicina e Massagem Tailandesa Tradicional, por isso se for adepto de massagens pode acabar a visita com uma massagem relaxante.

contact_1.jpg


Informações importantes:

Preço:  200 THB por pessoa com oferta de uma garrafa de água (5.60 €). 
              O Rafael com 3 anos não pagou

Horário de funcionamento: diariamente das 9h às 18h30

Morada: 2 Sanam Chai Rd, Khwaeng Phra Borom Maha Ratchawang, Khet Phra Nakhon, Krung Thep Maha Nakhon 10200, 

Mais informações aqui 

IMG_4498.JPG

IMG_4523.JPG

IMG_4527.JPG

IMG_4529.JPG

IMG_4574.JPG

IMG_4595.JPG

IMG_4602.JPG

Wat Pho .jpg


3. Wat Arun

Conhecido como o templo do amanhecer, fica no outro lado do rio, do lado oposto ao Grand Palace e ao Wat Pho, nós optámos por fazer esses 3 templos no mesmo dia devido a ficarem próximos. Nós fomos de barco, a viagem é rápida e muito barata apenas 3 THB por pessoa,  basta apanhar o barco no cais Sapphan Taksin e sair no cais 8 mesmo em frente ao templo. 
Infelizmente não conseguimos ver o templo por dentro, chegamos lá já perto das 17h e como fecha às 17h30 já não iria compensar entrar, mas mesmo por fora o templo é magnifico. Consiste numa enorme torre alongada de 79 metros, cercada por quatro pequenas pragas. A torre é toda decorada com cerâmica e fragmentos de porcelana multicolorida, o que a torna ainda mais deslumbrante. A entrada do edifício do templo é guardada por 2 de gigantes impressionantes.

Informações importantes:

Preço: 30 THB por pessoa  

Horário de funcionamento: diariamente das 8h30 às 17h30

Morada: 158 Thanon Wang Doem, Khwaeng Wat Arun, Khet Bangkok Yai, Krung Thep Maha Nakhon 10600, 

Mais informações aqui 

IMG_4615.JPG

IMG_4641.JPG

IMG_4654.JPG

 

4. Wat Traimit


Mais conhecido como o Templo do Buda de Ouro, que fica na Chinatown.
Embora tenha uma das imagens de Buda mais importantes do mundo é bem mais pequeno que os anteriores e muito mais tranquilo mas igualmente lindíssimo. Para chegar ao templo em si é preciso subir muitas escadas, especialmente se levar uma criança pequena ainda lhe irão parecer mais... mas pense que o esforço vai ser recompensado pois terá a oportunidade de ver a maior estátua de Buda de ouro puro do mundo, registada no Livro Guinness, com um valor de apenas 21,1 milhões de libras de ouro.

Na base do templo pode visitar o museu mas nós optámos por não visitar porque ouvimos dizer que não justificava e como iríamos de seguida para a Chinatown e sabíamos que iríamos precisar de muito tempo para percorrer aquela área, tivemos que fazer escolhas. 


Informações importantes:

Preço:   Buda de Ouro 40 THB por pessoa  
              O Rafael com 3 anos não pagou
              Museu 100 THB por pessoa

Horário de funcionamento: diariamente das 8h às 17h (O museu encerra às segunda-feiras).

Morada: 661 Charoen Krung Rd, Khwaeng Talat Noi, Khet Samphanthawong, Krung Thep Maha Nakhon 10100,

Mais informações aqui 

IMG_6916.JPG

IMG_6924.JPG

 

Explorar a cidade


5. Khao San Road


Trata-se da rua mais famosa de Bangkok, lá vai conseguir sentir na perfeição a atmosfera caótica daquela cidade.
Movimento a qualquer hora do dia, sendo que à noite ganha ainda mais vida. Lá vai encontrar uma mistura do ocidente com o oriente, não se admire se ao lado de um bar todo sofisticado tipicamente ocidental esteja um vendedor de rua com os produtos mais típicos ou invulgares, mas é essa mescla que torna aquele local tão especial.
Numa rua pode encontrar todo o tipo de lojas, vendedores de rua, street food com comidas muito exóticas, como crocodilo ou insetos, espetáculos de rua, entre muitas outras coisas... acho que se pode dizer que naquela rua vai encontrar de tudo e tudo é possível!

Dizem que depois das 23h a rua começa a ter outro tipo de movimentação não tão indicada para as famílias, mas até às 21/22h que foi o mais tarde que tivemos foi sempre aceitável.

 

 

6. Rambuttri


É igualmente uma rua muito popular em Bangkok, nós particularmente gostamos mais do que da Khao San Road, talvez por não ser tão caótica como a Khao San Road mas ao mesmo tempo manter a energia e a atmosfera que caracteriza Bangkok. 
Repleta de bares, restaurante, vendedores de rua, música e muita animação mas ao mesmo tempo tranquila e mais familiar. 

 


7. Chinatown 

A Chinatown em Bangkok é surreal, já tivemos a oportunidade de conhecer outras Chinatowns , mas nada se compara com a de Bangkok. Considerada como a maior Chinatown do mundo, este é um dos locais que não pode deixar de visitar quando for a Bangkok, mas reserve bastante tempo porque bem vai precisar.
Ruas, ruelas, becos, quase como se fosse um labirinto onde os todos os nossos sentido foram  postos à prova. Em primeiro lugar o que nos prendeu a atenção foram os enormes letreiros em néon com caracteres chineses e a quantidade de pessoas e trânsito que circulavam de forma caótica, mal sabíamos o que nos esperava, uma quantidade absurda de lojas, restaurantes, barracas, vendedores de ruas e mercados onde vai encontrar todo o tipo de produtos, alguns nem conseguimos identificar de que é que se tratava ... mas é uma experiência memorável. 

 

 

Arredores



8. Maeklong Railway Market 

 

Os mercados na Tailândia já são fascinantes por si só, mas imagine um mercado com todo os tipo de produtos, desde peixes, mariscos, carnes, frutas, artesanato etc mas tudo montado em cima de uma linha activa de comboio...pois é, só vos podemos dizer que é IMPERDÍVEL e uma experiência inesquecível, mas iremos falar dela num post mais à frente.

 

IMG_4994.JPG

IMG_5015.JPG

 


9. Mercado Flutuante Amphawa 

Existem vários mercados flutuantes uns mais conhecidos e turísticos que outros, nós optámos por visitar o mercado de Amphawa porque ficava próximo do Maeklong Railway Market o que nos permitia fazer os 2 mercados no mesmo dia, mas também porque ouvimos dizer que era menos turístico e que teríamos uma experiência mais local. Foi um dia fantástico que merece um post só para ele. 

IMG_5051.JPG

IMG_5040.JPG

 


10. Ayutthaya

Patrimônio Mundial da Unesco, Ayutthaya já foi capital da Tailândia e uma cidade cheia de história, repleta de templos. Fica localizada a aproximadamente 80KM ao norte de Bangkok o que facilita uma ida desde Bangkok e voltar no mesmo dia. Foi o nós fizemos, mas vamos fazer um post só sobre a nossa experiência lá. 

IMG_4673.JPG

IMG_4765.JPG

IMG_4825.JPG

 

Como podem ver o facto de viajarmos com uma criança (3 anos) não tem que ser limitativa, em 4 dias vimos e fizemos praticamente tudo o que os outros viajantes fazem em Bangkok, basta descomplicar e aproveitar o que Bangkok tem para oferecer e deixar se encantar pelo sorriso daquele povo fantástico e tão acolhedor.

 

Onde Ficar

Nós como iríamos passar a maior parte do tempo fora do hotel, optámos por uma solução mais económica porque não iríamos usufruir das infraestruturas que o hotel pudesse ter e escolhemos um que ficasse perto dos pontos turísticos de forma a economizar também nas deslocações.

Ficamos no Hotel Na Banglampoo, um hotel simples mas muito bem localizado, limpo, os quartos eram pequenos mas dentro do espectável para o centro de Bangkok e para o preço. Pagámos 20€ por noite para nós os 3 e com pequeno almoço incluído. O Rafael teve que partilhar a cama connosco porque o quarto não tinha espaço para cama extra, mas como ele ainda é pequeno isso não foi um problema.

144837459.jpg

Os donos do Hotel são fantásticos, super simpáticos e disponíveis e como já seria de se esperar deliraram com o Rafael, no segundo dia o Rafael já ia para o colo deles, davam lhe frutas e bolos e ensinaram lhe algumas palavras em tailandês, nomeadamente o "Obrigado" que o Rafael ainda hoje passados 2 meses se lembra ... Kop Khun Krap.

IMG_4906.JPG

Boa Viagem!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.