Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Budapeste: Roteiro para 3 dias

28.08.18 | Viajante de fraldas

 20180318_055235227_iOS.jpg

Saímos de Berlim rumo a uma das cidades europeias que mais me deixava expectante, Budapeste. Sempre ouvi falar mil maravilhas sobre a cidade e as fotografias/vídeos que via dela, despertavam em mim uma vontade enorme de a conhecer.

Confesso que prefiro viajar sem grandes expectativas, e deixar-me encantar à medida que vou descobrindo as cidades, mas Budapeste foi diferente as expectativas estavam altas e foram todas superadas, é uma cidade inesquecível.

Budapeste é uma cidade alegre, com vida, moderna, não ficando atrás de qualquer outra capital europeia, mas ao mesmo tempo mantém o carisma, a tradição e a história de um país que viveu num regime nazi e soviético. Por mais negra que seja a história de um país, acho que ela não deva ser apagada ou escondida, mas sim olhada como uma aprendizagem para que as gerações futuras não caiam nos mesmos erros. Em Budapeste senti isso, eles foram capazes de renascer com vontade de serem e fazerem melhor.

Uma vez li que Budapeste é uma “cidade que é preciso percorre-la de cabeça levantada”, no início não entendi o porquê dessa frase, mas foram precisos apenas 2 minutos na capital da Hungria para compreender e corroborar essa frase. Em cada rua que percorremos são bem visíveis os traços do imperialismo e a grandiosidade do Império Austro-húngaro.

Se tivesse que resumir Budapeste a uma palavra, acho que escolheria completa. Pois ela preenche os requisitos de qualquer tipo de turista. Quer sejam amantes de arte, de arquitetura, de natureza, de história mundial, de gastronomia ou apenas estejam à procura do movimento de uma grande cidade europeia, da agitação noturna ou de simplesmente relaxar ... Budapeste não os vai desiludir.

 

3 dias em Budapeste

 

A melhor forma de começar a conhecer uma cidade especialmente quando temos pouco tempo é com um free walking tour.

Já fizemos Free Walking Tour em várias cidades europeias e nunca nos arrependemos e em Budapeste não foi exceção, em 2h/3h vai conhecer os principais pontos turísticos da cidade, vai ter acesso a dicas e sugestões, para além de ficar com uma melhor noção da cidade e de como a pode explorar.

Nós optamos sempre por fazer o tour no período da manha para depois termos o resto do dia para descobrir a cidade livremente.

 

Ponto de encontro: Vörösmarty square (Fonte do leao lion)

Horário: 10h30 e 14h30 ( duração do tour 2h30/3h )

Preço: como o próprio nome indica é gratuito, no final do tour se quiser pode dar  uma gratificação ao vosso guia. 

 

 

Dia 1

 

Começámos o dia com o free walking tour e como terminou no lado Buda, optámos por começar a explorar esse lado da cidade.

Castelo de Buda

 

O Castelo de Buda fica no alto de uma colina, e é um dos cartões postais da cidade. Podem subir até ao castelo a pé ou de funicular.
Atualmente o castelo abriga a Biblioteca Széchenyi, a Galeria Nacional Húngara e o Museu de História de Budapeste.

 

Para mais informações e preços sobre visitas ao castelo, clique aqui.

20180316_164154094_iOS.jpg

IMG_2180.JPG

 

IMG_2190.JPG

 

Igreja de Mathias

Foi construída no século XIII e chegou a ser uma mesquita durante o período em que Budapeste passou pela ocupação turca.
É uma das principais igrejas da cidade, lá foram realizadas as cerimónias de coroação de reis e rainhas da Hungria.

IMG_2288.JPG

 

A Citadella 

É um parque situado no distrito de Buda, no topo do Monte Gellert, para além de uma vista panorâmica sobre a cidade, vai poder ver a fortaleza, o abrigo antiaéreo construído durante a II Guerra Mundial pelos alemães e a Estátua da Liberdade de Budapeste, construida em 1947 em memória da conquista soviética da Hungria durante a Segunda Guerra Mundial.

IMG_2242.JPG


Bastião dos Pescadores


É um terraço neogótico em pedra branca com sete torres em forma de cone que representam as sete tribos que fundaram o país, no final do século IX. 
A origem do nome deve-se ao local onde foi construído, pois era naquele local onde os pescadores costumavam vender peixe, mas também por esse local ter sido protegido por uma associação de pescadores contra invasores durante a Idade Média.

 

IMG_2273.JPG

IMG_2274.JPG

 

Ponte das Correntes

É das pontes mais bonitas que vi, não me admira que tenha sido considerada uma das maravilhas do mundo.  
Conhecida igualmente por Ponte Széchenyi, devido ao seu criador, até a construção da ponte, o Danúbio só podia ser atravessado de barco. Uma das histórias que nos contaram daquela ponte foi que Széchenyi faltou ao funeral de seu pai porque devido a uma tempestade não era possível atravessar o Danúbio de barco e então nesse dia resolveu mandar construir uma ponte a ligar as cidades.

IMG_2198.JPG

IMG_2205.JPG

 

 

Dia 2

Parlamento

 

O Parlamento de Budapeste é o terceiro maior parlamento do mundo e abriga a Assembleia Nacional da Hungria, foi construído entre 1884 e 1904. Com um estilo neogótico o Parlamento é uma demonstração clara do poder económico da Hungria no princípio do século e é sem duvida impossível ficar indiferente a um magnifico edifício com 268 metros de comprimento, 118 metros de largura e 40 kg de ouro que o ornamentam.

 

Para mais informações e preços sobre visitas aos parlamento, clique aqui.

 

20180318_055515832_iOS.jpg

IMG_2238.JPG

IMG_2236.JPGIMG_2233.JPG

 

 

Memorial "Sapatos à beira do Danúbio"

Memorial  idealizado pelo cineasta Can Togay e esculpidos por Gyula Pauer em homenagem aos judeus que foram fuzilados ali na beira do rio

Os sapatos eram objetos de valor naquela época e, por conta disso, os judeus eram obrigados a tirá-los antes de serem mortos e deitados ao rio Danúbio.

Monumento-dos-Sapatos-.jpg



Basílica de Santo Estêvão

É a igreja mais importante da Hungria, o seu nome é em homenagem ao primeiro rei húngaro, fundador do estado húngaro, que se tornou santo após a sua morte.

A igreja tem a capacidade para mais de 8 mil pessoas, e está repleta de objetos valiosos, muitos deles de prata e ouro, pinturas do século XIX que retratam cenas da vida do santo-rei, uma estátua de mármore em tamanho real do São Estevão e a mão mumificada do mesmo.

 

Para mais informações e preços sobre visitas à Basílica, clique aqui.

 

IMG_2268.JPG

IMG_2330.JPG

 

Avenida Andrássy , Casa da Opera e Praça dos Heróis

A avenida liga a basílica ate ao parque da cidade. Ao longo da avenida há diversas lojas de luxo, hotéis, restaurantes, e também atrações importantes, como a Casa da Ópera, considerada o maior centro cultural do país.
A avenida termina na Praça dos Heróis, a maior praça da cidade com vai encontrar diversas estátuas que simbolizam os líderes e heróis húngaros.

 

IMG_2329.JPG

 

Casa do Terror
 

É um museu que conta a história vividas pelos húngaros, especialmente os judeus, durante o regime nazi e comunista no país.

No local funcionou a sede das polícias secretas e foi um local de interrogatórios e torturas. Existe alguma polémica relativamente a esse museu, para uns é um relato da realidade vivida pelo povo húngaro, para outros é uma falsificação histórica e uma propaganda política para isentar o governo Horthy. Independentemente das polémicas é um local que nós faz pensar o quão cruel o ser humano pode ser.

Para saber mais informações e  preços clique aqui.

47.jpg

 

Sinagoga

É a maior sinagoga judaica da Europa e a segunda maior do mundo. Mede 53 metros de comprimento, 26 de largura e tem assentos para 2.964 pessoas. 

Foi restaurada completamente nos anos 90 após vários ataques que sofreu durante a segunda guerra mundial.

Na área externa da Sinagoga, existe um jardim, que foi transformado num cemitério para os mais de 2.000 judeus que morreram durante o período do Gueto de Budapeste, e uma escultura de metal a "Árvore da Vida", criada como um memorial aos 400 mil judeus húngaros mortos durante o Holocausto.

Para mais informações clique aqui.

 

IMG_2290.JPG

 

IMG_2292.JPG

 

Pub Ruínas

No bairro judeu vários dos prédios abandonados se transformaram em bares e pubs.

Como o nome indica Pub Ruínas é um prédio antigo, que foi adaptado e transformado em vários bares com uma decoração muito particular.

Szimpla, que é um dos bares mais antigos e faz parte de qualquer guia turístico da cidade de Budapeste.

 

IMG_2300.JPG

IMG_2301.JPG

IMG_2302.JPG

 

IMG_2304.JPG

IMG_2306.JPG

IMG_2311.JPG

 

Dia 3

 

Depois de 2 dias bem intensos a conhecer a cidade, reservamos o 3 dia para relaxar, até porque no dia seguinte tínhamos uma viagem para  a Eslováquia.

O dia foi dividido entre as Termas e o Mercado

 

Termas Széchenyi

Nada melhor para relaxar do que umas termas.
Budapeste é conhecida como a Cidade das Termas e é sem dúvida uma experiência que não podem perder.

Vejam a nossa A nossa experiência nas Termas de Budapeste – Termas Széchenyi

 

20180316_124020000_iOS.jpg

 

Mercado Central


O edifício foi construído em 1897, no decorrer da Segunda Guerra Mundial , a estrutura do mercado ficou gravemente danificada, foi restaurado no fim da guerra mas sem grande cuidado e em 1991, ele foi fechado por estar em péssimas condições e em risco de cair. Três anos depois, o edifício foi restaurado respeitando a arquitetura neo-gótica com a qual ele tinha sido inicialmente construído. 

Nós adorámos visitar os mercados das cidades, embora sejam sempre pontos turísticos lá conseguimos nos sentir mais perto dos locais e da forma que se vive no país.

Lá podemos encontrar locais a vender carnes, peixes, doces, massas, temperos, frutas e os legumes, mas também restaurantes e as lojas de souvenirs.

Se gosta de experimentar novos sabores, não pode deixar de visitar este mercado. Lá vai encontrar alguns dos pratos típicos húngaros.
O mercado fica aberto de segunda a sexta das 6:00 às 18:00, e aos sábados das 6:00 às 15:00.

 

IMG_2109.JPG

IMG_2110.JPG

IMG_2114.JPG

IMG_2115.JPG

IMG_2116.JPG

IMG_2117.JPG

IMG_2119.JPG

IMG_2120.JPG

IMG_2122.JPG

IMG_2124.JPG

 

IMG_2125.JPG

IMG_2130.JPG

IMG_2136.JPG

 

Agora chegou a hora de nos despedirmos desta maravilhosa cidade e seguir para o nosso próximo destino.

 

Boa Viagem!

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.