Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Mercado Flutuante de Amphawa com uma criança.

20.08.19 | Viajante de fraldas

Saímos de Meaklong onde tivemos uma experiência única e fantástica e seguimos para o Mercado Flutuante de Amphawa. 

 

 

Porque escolhemos o Mercado Flutuante de Amphawa?

 

Optámos por visitar o mercado de Mercado Flutuante de Amphawa, em vez do mais conhecido Damnoen Saduak, porque queríamos algo mais autêntico e com menos afluência de pessoas.
Muitos turistas que optaram por visitar o mercado de Damnoen Saduak ficaram desiludidos, porque para além de estar muito cheio o que dificultava circularem por lá, sentiram que era um mercado construído para os turistas e como já era de esperar, com preços para turistas.

Mercado Flutuante de Amphawa foi construído no século XVIII, inicialmente predominava a venda de frutas e legumes mas atualmente já consegue encontrar de tudo à venda naquele mercado. Este mercado só abre ao fim-de-semana, das 12h às 21h. E por ser muito menos muito turístico que os outros, conseguimos sentir como é um autêntico mercado flutuante tailandês, frequentado principalmente por pessoas locais. Claro que vai encontrar turistas mas nada comparado com o que vai encontrar no de Damnoen Saduak.

IMG_5051.JPG

IMG_5048.JPG

 


O que podemos encontrar por lá?


Vai encontrar uma enorme variedade de barracas a vender um pouco de tudo, roupas, frutas, vegetais, comidas, especiarias, brinquedos, calçado, etc, etc, etc, o que despertou mais o nosso interesse foram os barcos onde eram confecionados vários pratos tailandeses, especialmente peixes e mariscos.

A comida lá é maravilhosa ... e se gosta de marisco... vai adorar aquele mercado!

É uma experiência fantástica estar numas mesinhas viradas para o canal a saborear aqueles pratos maravilhosos, enquanto as senhoras cozinhavam dentro do barco mesmo à nossa frente.

Chegámos pouco depois da abertura do mercado, algumas bancas estavam a ser montadas, outras já estavam prontas para nos encantar com os seus sabores, aromas e cores.
Chegar cedo ao mercado teve a vantagem de estar tudo muito tranquilo, conseguíamos andar facilmente pelo mercado, mas dizem que à noite o mercado enche-se de luz e fica com uma atmosfera especial, mas não tínhamos hipótese de ficar lá até tarde porque à noite esperava-nos uma nova aventura!

IMG_5049.JPG

 

IMG_5045.JPG

 

IMG_5041.JPG

 

Como explorar o mercado com uma criança?

 

Exatamente como o explorariam sozinhos... o mercado é muito calmo e seguro, especialmente se for cedo como nós, o Rafael andou uns períodos na mochila Littlelife Ultralight Convertible, mas a maioria do tempo foi mesmo a pé. Já sabe que os locais vão querer dizer olá, tirar fotografias, dar beijinhos etc... normal! Se vai com uma criança pequena para a Tailândia e ela tiver os traços bem ocidentais, loira e de olhos azuis como o Rafael ... todos os dias vai sentir que anda com uma estrela pop mundial atrás!

Nós explorámos o mercado e as suas margens a pé e sem dúvida que recomendamos que o faça, porque só assim vai poder sentir realmente a atmosfera daquele espaço e ver tudo o que eles têm para vender.
Uma outra forma de explorar o mercado é através de um passeio de barco. O Rafael adora andar de barco, por isso acho que esta foi a parte  que ele mais gostou.

As duas formas de visitar o mercado complementam-se, se ao explorarmos a pé conseguimos ver, sentir e cheirar como é um mercado tailandês, o passeio de barco leva-nos a outra dimensão, a de como aquelas pessoas vivem e todo o meio envolvente.
Vale muito a pena!
Pagamos 30 THB (- de 1 €) por pessoa, o valor foi negociado porque estavam a pedir 50 THB mas como ainda estavam poucas pessoas e éramos 6 adultos consegui convencer o senhor a fazer um desconto. O passeio leva cerca de 45 min a 1h, para além de explorar o canal e o mercado, vimos templos, paisagens lindíssimas mas principalmente vimos na primeira pessoa como eles vivem, as suas casas construídas em parafitas, algumas com os seus barcos amarrados às estacas, pois é dessa forma que os locais se deslocam habitualmente por ali. Até tivemos oportunidade de ver uma senhora a tomar o seu banho em pleno canal. 


Como chegar ao mercado vindos de Maeklong?

 

Nós  estávamos no mercado de Maeklong, que fica a cerca de 15 km de do Mercado Flutuante de Amphawa e como era fim-de-semana, nada melhor do que combinar a visita a esses dois mercados.
Em Maeklong vai ter várias opções para chegar ao mercado flutuante, pode contratar um tour coletivo ou privado, ir de taxi ou ir como nós fomos, de carrinha adaptada para transporte de passageiros, chamadas de Songthaews, essa é a opção mais económica e também a mais autêntica. Se optar por ir dessa forma basta ir a uma rua paralela ao mercado de Maeklong e terá lá várias Songthaews, pergunte o destino da mesma e siga para uma nova aventura. Essas carrinhas estão sempre a sair por isso não há um horário que lhe consiga indicar e custa 10 THB (0,22 €).

No regresso a Bangkok optámos por voltar de Van, podem comprar os bilhetes no site 12go.asia ou comprar localmente, ronda os 130 THB ( +/- 3 €). 

20190105_044332363_iOS.jpg

Ao andar nessas Songthaews para além de serem bem mais baratas, vai ter sempre experiências únicas. Nesta viagem tivémos que partilhar a carrinha com um monge. Em frente a ele e ao lado só podiam estar sentados homens. 

IMG_5025.JPG

Nesta fotografia estamos com a Marta e o Ricardo do Blog  Se pudesse também ia , e com os pais do Ricardo que os foram visitar. O mundo é mesmo pequeno e encontrámos portugueses em todos os países, conhecemos a Marta e o Ricardo no hotel onde ficámos em Bangkok, e acabámos por os reencontrar no mercado de Maeklong, como viajar é uma partilha tivémos a sorte de partilhar com eles esta nossa aventura pelos dois mercados, sem dúvida que tornaram esse dia ainda mais especial.
Ainda hoje o Rafael quando vê as fotografias deles, diz "olha a menina da Tailândia" 
Se ainda não os seguem devem faze-lo, eles são um casal fantástico que largou tudo em Portugal e andam a viajar pelo mundo. Através das suas fotos e relatos conseguímos de certa forma viver com eles a aventura que é explorar o mundo!

 

Foi um dia fantástico cheio de novas experiências mas chegou a hora de voltarmos para Bangkok pois à noite espera-nos uma nova aventura, dormir num comboio a caminho de Chiang Mai .

 

Boa Viagem!

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.