Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Viajante de fraldas

Roteiros,dicas e partilha de experiencias para inspirar e incentivar viagens em família. Blog sobre viagens com crianças, actividades, psicologia infantil e muito mais.

Um dia em Ayutthaya com uma criança e por conta própria.

18.05.19 | Viajante de fraldas

IMG_4874.JPG

 


Património Mundial da Unesco, Ayutthaya já foi capital da Tailândia, é uma cidade cheia de história, repleta de templos e deve fazer parte de qualquer roteiro quando vai pela primeira vez à Tailândia.


Fundada em 1350, era o centro comercial e agrícola do país,  em 1760, era considerada a maior cidade do mundo com aproximadamente 1 milhão de habitantes e mais de 1500 templos. Em 1767, a cidade foi invadida pelo exército da Birmânia (atualmente Myanmar) que resultou na destruição de vários templos e na decapitação de cabeças de inúmeras estátuas de Buda. Posteriormente a essa invasão, Bangkok foi declarada como a nova capital do país.

Ayutthaya fica aproximadamente 70KM de Bangkok, o que facilita uma ida desde Bangkok e retorno no mesmo dia.
Foi o nós fizemos, quem nos conhece sabe que gostamos de explorar os países de uma forma mais autentica e não é por agora viajarmos com uma criança que é diferente. 

Existem inúmeros tours disponíveis, os mais básicos rondavam os 600 THB  ( +/- 16€ ) por pessoa e como o Rafael já pagava o bilhete completo, iria ficar em cerca de 50 € para os 3, fora a alimentação e a entrada nos templos.
Se forem "forretas" como nós e acharem esses tours caros e pouco autênticos... não se preocupem porque podem facilmente fazer essa visita por conta própria, como nós.

Não, não somos malucos, não somos irresponsáveis ou imponderados. Vamos partilhar convosco como fizemos, e vai ver que é fácil, seguro e confortável, mesmo com uma criança pequena.


Existem comboios, autocarros e carrinhas ou vans que o levam até Ayutthaya, nós decidimos ir de carrinha, por ser mais confortável.

IMG_0618.jpg

 

  • Custo: 540 BHT ( 15€ ) para os 3 ( ida e volta ) Nós optámos por comprar bilhete para o Rafael, para ele ter direito a um lugar, mas quando são crianças pequenas eles permitem comprar só os bilhetes para adultos e a criança não paga mas terá que fazer a viagem ao colo.

  • Duração da viagem: 1,5 a 2 horas 

  • Local de partida: Mochit New Van Terminal

  • Compra de bilhete: site 12go.asia

  • Horários: a primeira van sai de Bangkok às 8h30 e a última van sai de Ayutthaya às 17h30. Esses foram exatamente os horários que escolhemos. 

Quando chegámos a Ayutthaya tínhamos que arranjar uma forma de percorrer a cidade e visitar alguns templos, mas isso não foi um problema, mal saímos da van vieram logo oferecer mil e um serviços é só escolher o que melhor se enquadra à sua família. Como queríamos ter alguma liberdade e não ir com tempo definido para visitar cada templo, contratamos o serviço de tuk-tuk só para nós, por 5 horas, mas acabámos por passar um bocadinho das 5h e não tivemos que pagar mais por isso. Inicialmente pediram 1400THB mas depois baixou para 900THB ( +/- 25 € ), fiquei com a sensação que talvez baixasse mais o valor, mas 900 THB para os 3 e por 5 horas não achámos mal e ainda tivemos direito a garrafas de água durante a viagem. (almoço, entradas nos templos e outras actividades não incluídas)

IMG_0646 (1).jpg


O Rapaz do tuk-tuk mostrou-nos a lista dos principais templos e locais a visitar em Ayutthaya, mas se quiséssemos podíamos alterar esse roteiro.
Nós dissemos logo que  não queríamos fazer o passeio de elefante... somos totalmente contra a exploração animal e são esses valores que queremos passar ao Rafael.
E dispensámos igualmente o floating market... sei que devem estar a pensar que somos malucos ao dispensar uma visita a um mercado flutuante, mas a verdade é que esse mercado foi construído totalmente para turistas, paga uma entrada de 200 THB por pessoa ( para nós seriam logo 600 THB o que dá +/- 16 € ) e tem incluído um passeio de barco que pelo que dizem dura apenas 10 minutos. A maioria dos turistas que visitaram esse local dizem que é simplesmente uma armadilha turística e que é uma total perda de tempo. Por isso dissemos " Não, Obrigada " a essa visita.

IMG_0633 (1).JPG

Os templos que ele nos sugeriu iam de encontro ao que queríamos ver, por isso seguimos viagem e fomos explorar Ayutthaya .



WAT YAI CHAYA MONGKOL



Este é um dos templos que se encontra mais conservado de Ayutthaya. O ponto principal  é uma estupa com mais de 60 metros de altura. Não é fácil subir a essa estupa com uma criança, mas por mais que lhe custe não deixe de o fazer, a vista que vai ter lá de cima vale qualquer sacrifício. Dentro da estupa existem várias imagens de Buda e um poço onde os fieis deitam moedas na esperança que a mesma acerte num pote, se isso acontecer é sinal de  boa sorte.

Horário: das 08.00h às 17.00h.

Preço de entrada: 50 bath.

IMG_4668.jpg

IMG_4673.jpg

IMG_4680.jpg

IMG_4682.jpg

IMG_4684.jpg

IMG_4691.jpg

 

Wat Phanan Choeng

 

Templo de tradição chinesa, onde podemos ver um  Buda dourado com 19 metros de altura, por se encontrar nas margens do rio Chao Phraya, o Buda gigante é considerado protetor dos marinheiros.

Screenshot 2019-04-10 at 17.00.41.png

 

Wihan Phra Mongkhon Bophit


Fica ao lado do Wat Phra Si Sanphet a sua principal característica é a grande imagem de Buda (dourada), chamada Phra Mongkhon Bophit, que tem quase 17 metros de altura.

IMG_4744.jpg

IMG_4745.JPG

IMG_4749.JPG

IMG_4753.JPG

IMG_4754.JPG

Nem nos templos o Rafael passava despercebido, muitas foram as fotografias que ele tirou com os locais ou outros turistas asiáticos... entre tirar uma fotografia com a estátua do Buda ou com o Rafael acredito que muitas vezes a escolha recaiu pelo Rafael!

 

Wat Phra Si Sanphet

 

Possui três enormes estupas, onde estão guardadas as cinzas dos reis Trailok, Borom Ratchathirat III, Rama Thibodi II, e também relíquias reais. 
É um dos maiores templos da cidade.

Horário: 07:00h às 18:00h.

Preço de entrada: 50 Bath.

IMG_4767.JPG

IMG_4765.JPG

 

Wat Mahathat

Este templo é daqueles obrigatórios... quem já pesquisou alguma coisa sobre a Tailândia garantidamente já viu a imagem da  cabeça do Buda envolta nas raízes de uma árvore. Por isso estávamos expectantes por estar naquele lugar.

Segundo a lenda, durante a invasão da Birmânia, as imagens do Buda foram decapitadas como demonstração de poder e força da Birmânia, algumas dessas cabeças ficaram caídas no chão, e uma ficou caída perto de uma árvore, que a "abraçou" e cresceu com a mesma entre as suas raízes.

Confesso que tinha a ideia que a cabeça era maior... tive a mesma sensação que ao ver a Mona Lisa no Louvre... mas valeu sempre a pena ver e o templo não se resume só a essa cabeça  por isso perca algum tempo a explorar o mesmo. 

Horário: das 9h às 18.00h 

Preço de entrada: 50 Bath

IMG_4718.JPGIMG_4717.JPG

IMG_4741.JPG

IMG_4736.JPG



Wat Ratchaburana

 

Muitos templos foram construídos por reis ou outras figuras importantes de forma a redimir os seus pecados e da sua família, a construção dos templos funcionavam como uma libertação do Karma.

Este templo foi construído com esse propósito pelo rei Borommarachathirat II em 1424, em memória dos seus dois irmãos, que morreram naquele local enquanto disputavam entre eles o trono tailandês, após a morte do pai.

 

IMG_4894.JPG

IMG_4891.JPG



Wat Lokayasutharam

 

A característica importante do Wat Lokayasutharam é uma enorme imagem de Buda reclinada, chamada Phra Bhuddhasaiyart, que fica voltada para o leste.

Foi construído com tijolos e cimento no estilo de arte do Médio Período de Ayutthaya. Tem 37 metros de comprimento e 8 metros de altura. Há outras impressionantes imagens do Buda Reclinado em Ayutthaya, mas esta parece ser a maior.

A cabeça é colocada num lótus, e as pernas se sobrepõem diretamente para mostrar os dedos equalizados.

IMG_4825.JPG

IMG_4822.JPG

IMG_4821.JPG

IMG_4819.JPG

 

Wat Thammikarat 

Se tivesse que escolher um dos templos que mais nos marcou na visita a Ayutthaya, este seria sem dúvida o eleito.

Não tem a imponência dos outros, mas transmitiu-nos uma energia especial, talvez por ser menos turístico, por se encontrar activo e por termos tido uma experiência única naquele templo com um monge.
Enquanto estávamos a percorrer o recinto, um monge chamou-nos e sem falar uma palavra de inglês ofereceu-nos uma bênção, sim ofereceu. Parece incrível pois normalmente pedem sempre um donativo, mas  ele não quis nada, nós é que optámos no final por deixar lá uma doação como sinal de agradecimento. Foi um momento que por mais que tente, não consigo descrever, o Rafael na inocência dos seus 3 anos parecia que sabia o que estava acontecer, ajoelhou-se e ficou quieto, e os seus expressivos olhos azuis fixaram no monge como se tivessem uma ligação. Não percebemos nada do que foi dito, mas a verdade é que aquela situação nos marcou e tornou a visita a Ayutthaya muito mais especial.

Dizem que este templo foi construído muito antes da cidade de Ayutthaya ser fundada pelo rei U-Thong em 1351. Inicialmente era chamado de Wat Mukharat, até que foi posteriormente renomeado com o nome atual. As estátuas de Buda e os pontos sagrados estão espalhados por todo o recinto, proporcionando paz e segurança contra as más vibrações. No interior, um grande pagode de base octogonal feito de tijolos vermelhos, eleva-se na vegetação rasteira, atraindo energia positiva, guardada pelos leões Singh e algumas cobras Naga.
Este templo é dos menos restaurados da cidade, porque os tailandeses acreditam que o restauro pode perturbar a bênção que ele traz para a cidade.
 

IMG_4853.JPG

IMG_4854.JPG

IMG_4856.JPG

IMG_4857.JPG

Diz a lenda que no século XVI Ayutthaya foi supostamente libertada do domínio birmanês quando o galo do príncipe Naruesan ganhou uma luta de galo contra um príncipe birmanês, onde Ayutthaya foi o prêmio. Desde então, os galos  são usados com oferendas e segundo dizem se um pedido seu for realizado, deverá deixar um galo em frente ao templo como forma de agradecimento.

IMG_4863.JPG

IMG_4872.JPG

IMG_4874.JPG

IMG_4883.JPG

 

Wat Chai Watthanaram

O templo foi construído em 1630 pelo rei Prasat Thong como o primeiro templo de seu reinado, como um memorial da residência da sua mãe naquela área. O nome do templo significa literalmente o templo do reinado longo e da era gloriosa. Foi projetado no estilo Khom, que era popular na época.

 

IMG_4792.JPG

 

IMG_4790.JPG

 

IMG_4807.JPG

Tuck Tuck deixou-nos na estação das vans e assim nos despedimos de um dia fantástico em Ayuthaya e partimos para uma nova aventura na Tailândia.

 

Boa Viagem!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.